segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Moça feita mulher


 
Pé ante pé, assim caminha segura, entre as flores do jardim,
Na imponência da sua juventude, lago de águas cristalinas,
Moça feita mulher, por entre serenas e verdes ervas,
Rosto resplandecente, na tua cândida e terna inocência,
Embriagada no perfume luxuriante do florido jardim.
 
Reina o equilíbrio e perfeição, brisa ligeira nos cabelos,
Quadro perfeito, esperas, como quem espera descobrir,
A embriagues de uma paixão, movimento de águas claras,
Ondas sincronizadas, como pedra caída no lago,
Denso corpo virginal, no olhar cândido e arrebatado!
 
Corpo trémulo, quente e fervilhante, escondes em ti,
Promessa fulgurante, a amorosa moça, mulher feliz,
Há noite sonhas, palavras que te circulam no palato,
Os perfumes floridos, doces, dão lugar, se transformam,
Na avidez do másculo toque que teu corpo anseia!
Alberto Cuddel
Enviar um comentário