segunda-feira, 23 de maio de 2016

Foram breves e sussurrados os gemidos de amor!


Foram breves e sussurrados os gemidos de amor!

 

Foram breves e sussurrados os gemidos de amor

fugir ao prazer dos corpos esfarrapava-lhe a alma

habitada que fora a saudade e a dor

 

estava dormente

sem força e querer, escondido na penumbra da lua

encontra em ti alma nua

 

as noites fogem

por ruas estreitas que se penetram nos sonhos

movimentos reles prazeres medonhos

 

e logo acordou

roubando desejo ao corpo a seu lado

despertou da cidade, rostos esquecidos na multidão

esquecidos, roubados a sofreguidão

dos sussurrados gemidos!

 

Alberto Cuddel
 
 
Enviar um comentário