segunda-feira, 1 de agosto de 2016

aquém do desejo


aquém do desejo
 
A tarde caiu-me
Nas pálpebras pesadas
Cansaço do dia!
Mesmo assim as mãos vagueiam…
Tacteiam sonhos no ar,
Formas redondas e húmidas
Na pureza do teu desejo…
Como desejo, apagar as notícias de ontem
E ficar apenas na doçura do teu beijar…
 
Alberto Cuddel®
In: Tudo o que ainda não escrevi-52

Enviar um comentário