terça-feira, 2 de agosto de 2016

Gélida devoção


Pesa em mim a devoção
O tempo já perdido
E um outro sorriso nos lábios
As noites esquecidas dos dias
As lágrimas nos olhos contidas!



Pesa em mim a devoção
O luar em lago seco
Um jardim que não floriu
Um encontro sonhado
Nunca fora realizado!



Pesa em mim a devoção
Das palavras e versos
De uns outros universos
Onde me vejo voar
Nas cristalinas águas desse outro (a) mar!



Pesa em mim a devoção
Que me molha o olhar
Por não ter no sonho
Vontades a realizar!



Alberto Cuddel®
In: Tudo o que ainda não escrevi - 53
Enviar um comentário