terça-feira, 23 de agosto de 2016

Poesia na gaveta


 Poesia na gaveta
 
Poemas guardados
São nados mortos poéticos
São versos abandonados
Sentimentos secos, esqueléticos
 
Poesia é vida, livre, sentida
Poesia é emoção, quando lida
Escondida, é apenas desabafo
Sem voz, um sussurro, um bafo!
 
Poesia de gaveta, é um eu escondido
Um sentir ausente assim reprimido,
Palavras ocultas da luz, não são escritas
Desenhadas, pensadas, circunscritas!
 
Permite-me ser poeta, sentindo
Lendo, sentindo o teu viver
Permite-me conhecer-te coexistindo
Na tua sensitiva forma de ver!
 
Deixa que as palavras voem
Que o pó de dissipe,
Que os versos vivam…
 
Alberto Cuddel®
In: tudo o que ainda não escrevi 66



Enviar um comentário