quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Saudade diária!

A cada dia revivemos a saudade,
Na triste e dolorosa partida,
Na ânsia expectante da chegada,
A cada dia partes, a cada dia chegas!

Dor lancinante, que fere meu peito
Na amarga distância de teu corpo
Refúgio da memória, quente e doce
Do sabor doce e envolvente do teu beijo.

Partes a cada dia, deixando meu corpo
Carente e precisado do preciso teu toque
Fico assim vendo partir, tu que completas
Tu que me preenches a solitária alma.

Vai, porque assim te espero,
Revivendo na saudade do teu calor!

Albert Cuddel
04/12/2014

Palavras Desconexas - 33

Enviar um comentário