sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Desfeito na espuma!




Na mais leve andança,
Do leva e trás,
Que a espuma deixa
A vã esperança
Que se desfaz num sonho
Plantado na areia,
Uma concha, um búzio,
Um coração desenhado
Um desejo traçado,
Tudo de desfaz
Ficando a lembrança
Do leva e trás
Que a espuma deixa!


Por: Alberto Cuddel


Enviar um comentário