terça-feira, 16 de junho de 2015

Pensamento veloz!

Pensamento veloz!

Perco-me na velocidade o leviano pensamento,
Na pressa de debitar constantes palavras, ideias,
Para que nada se perca na pressa de chegar,
Nas viagens fantásticas, do sentir a vida,
No fluir do sentir, do querer, do ver, do olhar!

Sons, imagens, sensações, tudo é poema,
Poesia, na beleza, ou no horrendo desprezo,
Da capacidade humana da indiferença,
Por uma flor nascida no asfalto,
Por um mendigo caído na soleira da porta,
Pela fome de uma criança,
Pela pobreza sem esperança,
Pelos conhecimentos não partilhados,
Por um pedaço de pão, ou sapatos rasgados,
Pelas aguas cristalinas do ribeiro,
Ou pelos sofredores desempregados sem dinheiro,
Tudo é poesia, mas agora apenas escrita,
Alertando para a beleza do gesto,
Poeta, torna-te acção, vai partilha,
Faz feliz alguém na tua vida!

Alberto Cuddel
16/06/2015
12:43




Enviar um comentário