sexta-feira, 5 de junho de 2015

Vai deixa-los passar?



Trago no peito a vontade,
Levo na alma a saudade,
Dessa outra responsabilidade,
Que é conquistar a liberdade!

Senha esta que nos leva, resenha escrita de ti,
Onde paras respeito, que a morte tinha por ti!

Vida esta sem valor, morta por nascer,
A troco de nada, razão a querer viver!

Promessas, apenas promessas,
Que revelam apenas são desejos,
Enganam os tontos com essas,
Os outros bastam simples festejos!

Arte nobre, nobre arte,
No grego berço nascida,
Pobre de ti politica,
Pobre de ti democracia!

E eu a vê-los passar,
Praguejando de braços no ar,
Mas ideias, propostas,
Isso deixem para outros pensar,
Decidir por vós o dia,
Criar por vós a divida,
Que um dia ides pagar!


Alberto Cuddel


Enviar um comentário