domingo, 7 de fevereiro de 2016

Porque me Amava XXV




…mais um aniversario que teimosamente não esqueces!

Amo-te também por isso, por teres a capacidade de poucos de me amares nos pormenores, nos subtis detalhes de recordares até este aniversário, o nosso primeiro sim, o nosso primeiro beijo. Hoje não estamos juntos, hoje não o comemoramos como o devíamos comemorar, hoje a sociedade em que vivemos impôs-nos a separação, os nossos afazeres laborais não se compadecem do nosso amor.

Hoje na minha solidão sei que me amas, assim como te amo no tempo solitário da espera que te impuseram. Hoje muito mais maturos em nós, damos outro valor ao tempo que passamos juntos, apreciamos cada segundo, não apenas pelo amor que nutrimos um ao outro, mas porque nos amamos um no outro, amo-me em ti, o teu ser é também uma extinção de mim própria.

Assinalamos hoje 23 anos do primeiro sim, do primeiro beijo, já vivemos muitas crises, muitos sofrimentos, muitas alegrias, muitos momentos felizes, mesmo assim continuamos a celebrar todos os dias o facto de nos amarmos livremente, sem dependências…

Hoje ao recordar esse dia, na solidão que nos impuseram, refletindo também em tudo o que vivemos, confirmo ser meu desejo duplicar esse tempo até ao infinito. Se hoje não podemos comemorar juntos, amanhã comemoramos a dobrar, pois contigo celebro o Amor a cada dia, também porque me Amo em ti!

 
M. Irene Cuddel®