terça-feira, 14 de outubro de 2014

Destemida!



Destemida segues firme no teu desejo,
Assim persegues a imagem na ânsia do beijo,
Provocando, atiçando o inebriante louco desejo,
Esperando, desesperadamente sonhado!

Destemida te mostras, nas formas de teu corpo,
Insinuando, na longa espera fazendo-me louco,
No sussurro da voz, no quente e ardente sentir,
No manter acesa a vontade de pegar e partir!
De um mundo de sonhos de onde quero emergir!

Destemida te mostras, onde te encontras?










Enviar um comentário