quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Olhar,

Nesse mar onde me perco,
Nas lágrimas que fiz brotar,
A profundidade do ser,
Onde vejo teu sonho,
Onde me vejo amar,
Vendo tua alma por dentro,
No puro e cristalino olhar,
Espelho de meu rosto,
Gravado no prazer de ver,
De sentir, de ser amado,
Tudo isso vejo, ao olhar-te deste lado,
Na profundidade do mar,
Que transbordou, assim estou,
Olhando, teus olhos,
Implorando, para que o teu olhar,
O meu encontre, na verdade da saudade,
Onde o erro que os fez chorar,

Possa agora repousar, na certeza de te Amar!




Enviar um comentário