terça-feira, 19 de maio de 2015

Pelo Meu Olhar!

Pelo meu olhar!
Profundo olhar, honestamente terreno,
Efémero querer, grito mudo silenciado,
Castanho raiado, refletido em ti,
No desejo de escutar a tua alma,
De se fazer luz ao se cruzarem nos teus,
Tornar-se fogo do desejo do teu ser,
Tornar-se água na distante saudade,
Torna-se vidro refletindo a paixão,
Sou os olhos que te escutam,
Sou o que te diz o meu olhar!
Alberto Cuddel
Enviar um comentário