sábado, 23 de maio de 2015

Tempestade em copo de água!

Tempestade em copo de água!

Sou tantas vezes a tempestades que se forma,
A causa deturpadora do sol oculto e escondido,
Palavras atiradas fora de tempo, sem norma,
Silêncios, palavras de apreço que devia ter dito!

Mal entendidos, medos escondidos,
Ocultação, profanação do ser,
Atitudes, gestos incompreendidos,
Tudo ou nada que fica por dizer!

Tempestade, onde se forma?
No longínquo passado esquecido,
Trazido ao presente num gesto,
Num silencio, numa palavra!

E no fim?
Uma tempestade em copo de água!


Alberto Cuddel
Enviar um comentário