domingo, 11 de janeiro de 2015

Escarpa,


Do alto da escarpa vi-te chegar,
Noticias daqui e de além-mar,
Veles desfraldadas ao vento norte,
Tenebrosa viagem, escapando há morte!

Ai saudade das longa viagens,
Por sonhos e mares, por terras distantes,
Arábicas danças, terno calor,
Noites coloridas dos ternos amantes,
Loucas viagens que a mente nos dá,
Viagens no quarto por aqui e acolá,
Fantasias loucas de amor e sedução,
Desejos ardentes sem olhar há razão,
Excitantes viagens da imaginação!

Que novas me trazes e fazes voar,
Sozinho, contigo onde me vais levar?
Asas do ser no imenso querer que é teu,
Personagem principal do sonho meu,
Que novas me trazes na loucura de amar,
Amor que é fértil e nos faz viajar,
Por loucas andanças, em qualquer lugar,
O importante é que aos dois nos é permitido sonhar!

Na escarpa olhando o vago horizonte,
Lembro sonhos de hoje e de ontem,
Na esperança contida que amanha novo dia,
Sonhemos o ontem que ainda sentia,
Reavivando a cada dia um novo sentir,
Te toda uma vida que esta para vir!

Alberto Cuddel
11/01/2015
Palavras Desconexas -64

Photo by: http://3.bp.blogspot.com/


Enviar um comentário